quarta-feira, 30 de março de 2011

Em plataformas como o YouTube ou a Wikipedia, há conteúdos de grande valor educativo. Os professores podem usá-los como materiais de apoio nas suas aulas e os auto-didactas encontram lá muito com que se entreter. Mas é difícil separar eficientemente esses conteúdos de material sem qualquer qualidade educativa.
A plataforma social Sophia, ainda em fase beta, pretende resolver este problema dedicando-se exclusivamente a material previamente avaliado e encorajando os utilizadores a colaborarem na selecção de materiais de interesse académico. A pontuação é feita numa escala de cinco estrelas.

Qualquer utilizador pode compilar um “pacote” de lições sobre os mais diversos temas, com textos, apresentações, vídeos e ficheiros de som que carrega para a plataforma ou que retira de espaços como o YouTube. Existem várias opções de pesquisa. Já há mais de 200 utilizadores particulares. Eventuais dúvidas podem ser expostas numa secção de perguntas e respostas.

Sophia é uma plataforma gratuita e os responsáveis tencionam mantê-la assim. No entanto, prevêem o lançamento de uma versão comercial para instituições de ensino.

1 comentário: